• Podcasts

    #33: A Rosa Branca de Inge Scholl

    Olá pessoal, no mês de abril conversamos sobre A rosa branca (1952) de Inge Scholl. Conversamos nesse episódio sobre a resistência pacífica alemã, organizada pelo grupo Rosa Branca na Alemanha nazista dos anos 40 do século XX. Falamos sobre seus integrantes, dentre eles Hans Scholl e Sophie Scholl, condenados à morte por esse regime. Pontuamos diversos aspectos relativos aos panfletos distribuídos pelo grupo, como a forma da escrita, os temas, as referências bibliográficas e a logística de distribuição. Passamos por temas como religião e valores morais, educação e humanismo, e formas de resistência no dia a dia, todos debatidos nos panfletos distribuídos pelo grupo. Por fim, foi impossível não discutir…

  • Podcasts

    #32: Macunaíma de Mário de Andrade

    Olá pessoal, no mês de março conversamos sobre Macunaíma (1928) de Mário de Andrade. Conversamos nesse longo episódio sobre as inúmeras referências à mitologia indígena, ao imaginário universal e aos regionalismos do Brasil. Pontuamos alguns aspectos que chamaram nossa atenção nessa empreitada de busca ou de construção de uma identidade brasileira. Através da jornada de Macunaíma, encontramos diversas personagens folclóricas e algumas históricas, podendo ter acesso a esse incrível apanhado de narrativas populares. Por fim, falamos sobre a adaptação de mesmo nome, de 1969, suas semelhanças e diferenças! Livros citados: Há uma gota de sangue em cada poema (1917), de Mário de Andrade O povo brasileiro (1984), de Darcy Ribeiro…

  • Podcasts

    #31: O castelo animado de Dianna Wynne Jones

    Olá pessoal, com o episódio desse mês fechamos o ciclo de aventuras galesas do Chá das Cinco com Literatura. Nesse episódio falamos de “Castelo Animado” (1986) da Diana Wynne Jones. O livro conta a trajetória de Sophie e Howl vivendo em um castelo animado, nessa Europa vitoriana fantástica mas também dos anos 80! Conversamos sobre bruxaria, feitiços e magia, contos tradicionais e folclore. Através da fantasia a autora aborda temas como relações afetivas, pensamento mágico, auto-imagem e auto-conhecimento. Por fim, falamos sobre a animação de mesmo nome de 2004, sobre o Studio Ghibli e muito mais! Livros citados: O castelo no ar (1990), de Dianna Wynne Jones A casa de…

  • Podcasts

    #30: Norte e Sul de Elizabeth Gaskell

    Olá pessoal, no primeiro episódio do ano chegamos com “Norte e Sul” (1855) da Elizabeth Gaskell. Esse romance social traz uma interessante discussão sobre a transição da Inglaterra industrial. Essa modernidade – o Norte – contrastando com a tradição – o Sul – e vemos os personagens às voltas lidando com muitas transformações, tanto de costumes como de mentalidades. Passamos por temas como o movimento operário, a mulher no século XIX, o papel dos intelectuais e como os personagens são representativos das mudanças desse século. Por fim, falamos sobre as adaptações e as suas diferenças e semelhanças com o livro! Livros citados: Tempos Difíceis (1854), de Charles Dickens Londres e…

  • Podcasts

    #29: A pequena vendedora de fósforos de Hans Christian Andersen

    Olá pessoal, no episódio de Natal desse ano conversamos sobre “A pequena vendedora de fósforos” (1845) de Hans Christian Andersen. Esse conto tradicional traz o tema da pobreza e da fome durante as celebrações de final de ano. A partir dele debatemos sobre políticas sociais, miséria e fome. Conversamos sobre a universalidade dos contos tradicionais e seus desdobramentos. Falamos sobre as inúmeras adaptações para o cinema e a TV e como essa obra foi sendo interpretada ao longo do anos. Livros citados: O grande massacre dos gatos (1986), de Robert Darnton Mulheres que correm com lobos (1992), de Clarissa Pinkola Estés Música da nossa trilha sonora: Little Match Girl –…

  • Podcasts

    #28: Razão e Sensibilidade de Jane Austen

    Olá pessoal, no episódio desse mês falamos sobre “Razão e Sensibilidade” (1811) da musa inspiradora desse podcast, Jane Austen. A partir do livro debatemos a questão das distinções de classe – tema muito recorrente em sua obra como um todo – tipos de casamento, convenções sociais e os problemas ocasionados pela educação diferenciada dada aos homens e mulheres. Falamos sobre as adaptações para o cinema e TV e como a obra foi sendo interpretada ao longo do anos. Música da nossa trilha sonora: Willoughby – de Patrick Doyle , Original Soundtrack “Sense and Sensibility”(1995) Devonshire – de Patrick Doyle , Original Soundtrack “Sense and Sensibility”(1995) A Particular Sum – de…

  • Podcasts

    #27: The Warriors – Selvagens da Noite, de Sol Yurick

    Olá pessoal, no episódio desse mês falamos do livro “The Warriors” (1965) do escritor e filósofo Solomon Yurick, e da sua adaptação de mesmo nome para o cinema, de 1979. O livro tem como tema principal as gangues de Nova York da década de 1960 e a violência urbana. A partir disso, debatemos diversas questões relativas à cultura urbana das grandes cidades, como a questão do planejamento urbano, a miséria e a pobreza dos imigrantes e as estratégias e resistências culturais desses grupos. Conversamos sobre a proposta do autor de narrar a saga de retorno da gangue Dominators de Coney Island, passando pelos territórios inimigos. Debatemos sobre a discussão dos…

  • Podcasts

    #26: A vida imortal de Henrietta Lacks

    Olá pessoal, no episódio desse mês falamos de “A vida imortal de Henrietta Lacks” (2010) da jornalista Rebecca Skloot. Conversamos sobre a vida da Henrietta e sua família levando o debate para categorias mais amplas como raça, classe e gênero, visto a maneira como lidaram com sua família. Discutimos diversos assuntos: os avanços da ciência a partir dos estudos de suas células;  a  maneira de se pensar a medicina e os pacientes; a manutenção dos tecidos biológicos e a logística dos laboratórios; ainda,  as questões jurídicas e os direitos humanos ligados à essas questões. Falamos também sobre os sujeitos de pesquisa, os testes de novos medicamentos, bioética e as indústrias…

  • Podcasts

    #25: São Bernardo de Graciliano Ramos

    Olá pessoal, no episódio desse mês falamos de “São Bernardo” (1934) de Graciliano Ramos. Abordamos o período dos anos 30 no Brasil, em que o autor vai apresentar Paulo Honório como símbolo de uma oligarquia que não caberia mais nesse Brasil pós-revolução. Falamos sobre as questões agrárias, a opressão e violência no campo, a miséria e a desumanização das relações sociais e das pessoas. Falamos também sobre a profundidade da escrita de Graciliano e as questões sociais levantadas por ele e outros autores regionalistas desse período, em resposta aos modernistas de 1922. E por fim, conversamos principalmente sobre fato de essa obra apresentar questões ainda muito atuais, como a ‘coisificação’…

  • Podcasts

    #24: Rainha Margot e a noite de São Bartolomeu

    Olá pessoal, no episódio desse mês falamos de “A rainha Margot” (1845) de Alexandre Dumas. Conversamos sobre o período das guerras religiosas na França do século XVI, focando no massacre da noite de São Bartolomeu. Falamos sobre a família Médici, principalmente sobre Margot, seus amantes e a opressão dos seus familiares, as maquinações e venenos de Catarina de Médici e sobre Henrique de Navarra (Henrique IV) e a liberdade de culto religioso na França. Abordamos temas recorrentes na história das famílias reais europeias: casamentos por alianças, ciências ocultas, incestos e assassinatos. Conversamos também sobre o vestuário de Margot, as maquiagens e os costumes, e finalmente, falamos sobre a documentação que…